Cirurgia das Pálpebras

blefaroplastia

Com o avanço do tempo e devido à fatores genéticos, a região das olhos começam a apresentar sinais de envelhecimento: rugas, flacidez cutânea e bolsas de gordura. A cirurgia de pálpebra (blefaroplastia) busca a melhora da aparência das pálpebras superiores e/ou inferiores, rejuvenescendo esse área.

O cirurgião plástico realiza incisões para remover o excesso de pele, podendo remover também, quando necessário, as bolsas de gorduras, quando necessário. Os pontos cirúrgicos são feitos com fios delicados e mantidos durantes 5-7 dias, resultando em cicatrizes discretas e/ou ocultas.
Como em todo procedimento cirúrgico, existem riscos como: cicatrizes desfavoráveis, visão temporariamente embaçada, sangramento, hematoma, infecção, possibilidade de revisão da cirurgia, riscos clínicos e anestésicos. Entretanto, os riscos são considerados baixos.
O procedimento pode ser realizado com anestesia local, sedação ou geral, dependendo das condições clinicas da paciente e tolerância à dor da mesma.

No pós operatório é de suma importância evitar esforços físicos e calor muito intenso na região operada (por exemplo: banho muito quente). Compressas geladas nos primeiros dias ajudam a melhorar a dor , diminuem o inchaço e a equimose (roxo) do local. O retorno às atividades é variável mas, em média, é em duas semanas.